A Empresa / CAERD

Tudo Começou com a instalação da Estrada de Ferro Madeira – Mamoré


>>1902 foi o ano em que tiveram início as obras da lendária Estrada de
Ferro Madeira Mamoré – EFMM. O aumento da população de Porto Velho, em decorrência disso, fez com que a cidade ganhasse seus primeiros projetos urbanísticos. Surgiu, na esteira dessa nova realidade, a necessidade da implantação dos serviços de água e esgoto, assumidos
pela EFMM, com o Sr Percy Holder à frente dessa iniciativa por muitos
anos. No entanto, não encontramos documentação suficiente que
informasse o quanto desses serviços foi realizado. A história nos conta que o primeiro ponto de captação de água da cidade foi o poço da EFMM, feito pelos ingleses para abastecer o pátio da empresa. Ele era chamado de Plano Inclinado da EFMM, e o primeiro reservatório, conhecido como Caixa D’água, foi construída/instalada em 1908. O segundo foi montado em 1909, com uma terceira unidade sendo concluída no final de 1912. A partir dai, a água passou a ser bombeada para esses reservatórios, que faziam a distribuição para o bairro Caiari e redondezas. Essas três “caixas d’água”. São marcos pioneiros da urbanização da capital e foram batizadas de Três Marias, tendo sido desativadas em 1957, permanecendo até hoje como monumentos históricos da cidade de Porto Velho.


O Nascimento da CAERD


>> A Lei nº 490, de 4 de março de 1969, constitui uma sociedade de
economia mista, Companhia de Água e Esgoto de Rondônia – CAERD, sob o CGC 05.914.254/0001-39, com sede na cidade de Porto Velho, Capital do Território Federal de Rondônia. A Companhia nascia com o objetivo de coordenar, planejar, operar e explorar os serviços públicos de saneamento básico dentro dos princípios da legalidade, impessoalidade, publicidade e moralidade. A estrutura da CAERD é formada por Assembleia Geral, Conselho de Administração, Conselho Fiscal e Diretoria Executiva, tendo o Governo do Estado como seu acionista majoritário. A ata de criação da CAERD foi registrada em cartório no dia 10 de setembro de 1969.


A Transição Saalft X Caerd


>> Após avaliação, o saldo do acervo do SAALF para CAERD foi de Cr$
1.734.692,50, entre edificações, equipamentos e móveis.
A CAERD recebeu do SAALFT um serviço de água muito precário, não indo além dos limites da rua Brasília, pelo leste, Alexandre Guimarães, pelo Sul e pelo Norte, irregularmente margeava, de alguma forma, a esquerda do igarapé dos Tanques.


Coube-lhe, pois, a ampliação de rede e os melhoramentos em
termos de captação e tratamento de água que até então era retirada do
rio madeira e da mesma forma era bombeada para consumo.
Após a divisão da SAALFT em CERON e CAERD, 12 (doze) pessoas
passaram para o quadro de funcionário da CAERD, sendo 7 na parte de
escritório e 5 encanadores. Enquanto aguardavam a efetivação da
mudança os funcionários ficaram à disposição da Prefeitura (antiga
Câmara Municipal, na ladeira prefeitura – comendador Centeno) e a
fundação SESP assumiu o sistema por 1 (ano) e 6 meses, adquiriu móveis novos, vindo de Manaus, pois os que trouxeram do SAALFT eram velhos.
Após esse período da CAERD entrou em operação e funcionar no prédio
em frente ao cine Brasil.

Serviços da Agência Virtual
Rede Social
Fale Conosco
Canais de Atendimento
Portal Web
Pesquisa de Opinião
SIGAP
e-Sic
Cartilha
Manual
eSocial



Caerd
Av. Pinheiro Machado, 2112
Nosso atendimento : 0800.647.1950
Todos os Direitos reservados a CAERD - 2013.

  Copyright 2013   |   By: Newton Sergio